Livro-reportagem resgata história de explorador da Amazônia

09/01/2010 às 17:44 | Publicado em Livros | Deixe um comentário

Só larguei o livro de David Grann, Z: A Cidade Perdida, depois da segunda leitura. Impossível parar!

O jornalista estadunidense, colaborador da The New Yorker, refaz a rota de um dos últimos exploradores vitorianos, o britânico Percy Fawcett (1867-10925), em sua obsessão de descobrir o Eldorado brasileiro.

Grann faz sua lição de casa direitinho: vasculha os arquivos da Real Sociedade Geógrafica, em Londres, entrevista descendentes de Fawcett e, mais importante, pega um avião para o Brasil e se embrenha no que restou desta parte da selva na época aberta a machete por gente como Fawcett ou o Marechal Rondon.

Da pesquisa, levanta novos dados, visto que Fawcett era muito cioso de sua meta e “maquiava” informações para que outros exploradores não encontrassem o local primeiro.

Já o mergulho na selva permite à Grann sentir na pele – e compartilhar com os leitores – o desafio do britânico. Permite também o fantástico final.

Acima de tudo, vale à pena ressaltar a estrutura primorosa com que ele constrói a narrativa – ponto que em bate-papo com jornalistas da Editora Abril, realizado no final de 2009, ele ressaltou como o principal desafio da obra. Vale lembrar que já está sendo feito um filme baseado no livro, que terá Brad Pitt como o intrépido explorador. Se bem que, segundo Grann durante o evento, bonito como Pitt era mesmo Jack, o filho primogênito de Fawcett que se perde na floresta com ele em 1925.

Contar mais seria tirar o sabor da leitura. A obra é da Companhia das Letras.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: